Temakeria e Sushi em Londrina

Inverno combina com comer bem. Por isso a sua temakeria preferida preparou o Especial de Inverno Temaki Club Paranaguá, um combinado quente com 30 itens de dar água na boca! É a sua oportunidade de experimentar o sabor e a qualidade dos produtos Temaki Club, por um preço justo. O combinado sai por R$ 59,90. São sushis, sashimis, niguiris flambados, dyos especiais, hot rolls e uramakis. Delícias perfeitas para saciar aquela fome que aumenta quando a temperatura diminui! Mas fique atento: esta promoção é valida apenas para o Temaki Clube da rua Paranaguá.

Se um Temaki Club já era bom, imaginem dois! Agora o Temaki Club agora conta com uma nova unidade no BoulevardShopping Londrina, um espaço descolado com a qualidade e sabor que você já conhece.

O Temaki Boulevard é o primeiro japa da cidade com sistema Kaitem, um jeito prático e divertido de se servir! Mania no mundo todo, o sistema consiste em uma esteira rolante onde sushis, sashimis e outras delícias da culinária japonesa são servidas em pratos coloridos que rolam pela esteira, sempre à disposição dos clientes. Cada cor de prato corresponde a um preço diferente.

Temaki Club Bpulevard: é moderno, é saboroso, é diferente. Venha conhecer!

Inverno combina com cobertor, com ficar juntinho e com as delícias do Temaki Club Delivery. Por isso, a gente resolveu facilitar a sua vida: durante os meses mais frios do ano o Temaki Club Delivery não terá taxa de entrega. É isso aí. A melhor comida japonesa da cidade entregue no conforto da sua casa, e de graça! Nessa nem a batian vai acreditar! Acesse temakiclub.com.br e confira nosso cardápio. Depois é só ligar: (43) 3037-30 60. Peça Temaki Clube. É leve. É saboroso. É pra você.

Quem é fã de comida japonesa com certeza já conhece ou experimentou o wasabi. Mas você sabia que a função da raiz-forte vai muito além de servir como tempero? Além de dar gosto, o wasabi é uma espécie de antídoto contra a má digestão e a intoxicação alimentar. Segundo a nutricionista Fernanda Scheer, o wasabi possui propriedades antibióticas, antissépticas e que facilitam a digestão.

Por isso, a maioria das receitas japonesas, principalmente aquelas com peixe cru, leva o ingrediente. O wasabi garante que a carne do peixe fique menos tempo no sistema digestivo e não corra o risco de entrar em decomposição. Para a nutricionista, o tempero pode e deve ser integrado à rotina.

O wasabi também é conhecido pelo sabor forte e picante, por isso, deve ser usado em pequena quantidade, somente para realçar o sabor natural dos alimentos. Além dos sushis e sashimis, a raiz também pode ser utilizada das seguintes formas: ralada em saladas, sopas e carnes prontas; para acentuar o sabor de um condimento à base de mostarda e nos molhos em geral. (Fonte: iG)

Pouco comum na culinária brasileira, mas bastante popular no Japão, o polvo é uma carne de textura elástica e bastante saborosa. Presente em sushis, sashimis e temakis, esse fruto do mar é um aliado da alimentação saudável, principalmente no combate ao colesterol alto.

De acordo com pesquisadores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), o polvo tem alto valor nutritivo e biológico, devido à sua facilidade de digestão, é rico em vitaminas A e B e possui ainda um baixo índice de gordura e colesterol, se comparado a outros mariscos.

Os resultados foram observados após um estudo realizado na Ilha de Guarapuá, também na Bahia, onde 80% da população incluia o polvo em sua rotina de alimentação. “As atividades físicas dos moradores da ilha, aliadas à ingestão do polvo nas refeições, proporcionaram baixos índices de hipercolesterolemia (alto percentual de colesterol), mesmo numa região chamada de ‘Costa do Dendê’, onde as comidas são preparadas tipicamente com muita gordura”, explicou a participante do projeto Milena Mesquita. Por lá, somente 9% da população apresentava altos índices de colesterol.

Em 85 gramas de polvo, por exemplo, há cerca de 140 calorias e 1,8 gramas de gordura. Além dos benefícios comprovados no estudo, o polvo também é boa fonte de proteínas, ferro, cálcio, fósforo e potássio. Assim como os outros frutos do mar, o polvo também contém ômega-3, um nutriente importante no combate a doenças cardíacas.

O Temaki Club foi destaque em uma matéria sobre temakis feita pelo repórter Marcos Roman, da Folha de Londrina, publicada no dia 11 de janeiro. A reportagem fala sobre a paixão dos brasileiros pelo prato oriental e como as temakerias, fenômenos genuinamente ocidentais, se tornaram tão populares no país.

Quem falou sobre o fenômeno foi o sushiman do Temaki Club, Alex Furosawa. “Temaki significa feito a mão. No Japão, todos os ingredientes são colocados à mesa e cada pessoa monta o seu com o que mais gosta. Isso sempre foi feito de forma caseira, e os temakis de lá são mais compridos e estreitos. Só recentemente alguns estabelecimentos começaram a incluir o temaki em seus cardápios como uma opção de comida rápida e barata para estudantes e trabalhadores com pouco tempo e dinheiro para se alimentarem”, explicou à Folha de Londrina.

A variedade e a qualidade do Temaki Club também foram citadas pelo gerente da temakeria, Nelson Fernandes. “Oferecemos 46 opções de temaki, todos com arroz tipo gohan (arroz japonês) com recheios de frutos de mar ou peixes de água doce”. Porém, segundo ele, o queridinho dos clientes é o temaki hot roll de salmão, “Ele ainda leva cream cheese, kani, gergelim e arroz. Todos o ingredientes são enrolados na alga marinha, empanados e fritos. Depois, tudo é colocado dentro do temaki”.

Fernandes lembrou ainda as delícias únicas, que são encontradas somente no Temaki Club, como o suco de gengibre com limão e os temakis doces, feitos com pão sírio e que podem ser reacheados com chocolate, doce de leite, banana, morango e sorvete.

Ficou com água na boca? Corre para o Temaki Club e venha saborear essas e outras delícias. Para ler a reportagem completa da Folha de Londrina, clique aqui.

Poucos sabem, mas o tempurá, prato tradicional da culinária japonesa e sucesso nos restaurantes orientais, tem na verdade origem portuguesa. Acredita-se que os portugueses, mais especificamente os jesuítas, faziam o tempurá na época dos jejuns, quando não podiam comer carne vermelha. Graças às navegações, o prato chegou ao oriente e conquistou o Japão.

Em entrevista ao Terra, o chef Tsuyoshi Murakami, explicou que os portugueses são responsáveis também por outras técnicas de fritura. “Eles (os portugueses) criaram o tempurá e várias técnicas de fritura”.

Foi no período de Edo, após o ano de 1.600, que o tempurá começou a ganhar popularidade no Japão. Nesta época, o prato era oferecido nas ruas e na região da baía de Tokyo. Mas foi quando os ambulantes passaram a preparar empanados de peixe que os japoneses se renderam realmente ao tempurá.

Em pouco tempo, o tempurá se tornou um dos pratos mais populares do país, ganhando inclusive casas especializadas na delícia. No Temaki Club, os tempurás são servidos como opções de entrada, nos sabores de camarão e legumes.

(Fonte: Made in Japan e Terra)

O chá verde, apesar de ter origem chinesa, é um dos maiores símbolos da cultura japonesa. Esse tipo de chá chegou ao país há milhares de anos, levado por monges budistas. Os monges, aliás, bebiam o chá verde para aguentar várias noites em claro rezando. Hoje em dia, essa é a bebida mais consumida no Japão.

Os chás são tão importantes na cultura japonesa que a “cerimônia do chá”, tradicional no país e estabelecida no século XVI, são realizadas até hoje. Para os orientais, essa é uma das formas mais completas de conhecer a cultura do Japão, já que a cerimônia reúne vários aspectos tradicionais como culinária, arquitetura, etiqueta, vestimenta, caligrafia e cerâmica.

Atualmente, mesmo com toda a tecnologia de colheita, muitas pessoas visitam as plantações que darão origem ao chá verde para realizar a colheira manualmente. Nestas ocasiões, os visitantes vestem roupas tradicionais japonesas e aproveitam o momento para “voltar às origens”.

A bebida tradicional também pode ser utilizada na culinária. Na cidade de Makinohara, por exemplo, há lugares que utilizam a especiaria como tempero ou ingrediente. Nos “banquetes” há tempurá e salada de chá verde, soba, massa típica japonesa feita de trigo sarraceno, que também leva o chá, e até sashimi de atum coberto de chá verde em pó.

A medida que a popularidade do chá verde se espalhou pelo mundo, a bebida passou a ser alvo de várias pesquisas. Alguns estudos indicam que o chá verde tem grande poder antioxidante, que ajuda no funcionamento do sistema imunológico e até na prevenção de doenças do coração.

(Fonte: Jornal Hoje)

Mesmo sendo um anúncio, vale a pena parar por alguns minutinhos para assistir o vídeo “Story of Sushi”. Os amantes da culinária japonesa vão se encantar com o curta de animação stop motion produzido pelo restaurante Bamboo Sushi, considerado o primeiro restaurante sustentável do mundo.

Nas imagens, o Bamboo, localizado em Portland, nos Estados Unidos, mostra a trajetória do sushi, desde a pesca dos peixes até a finalização dos pratos nos restaurantes. O vídeo faz ainda um apelo para práticas mais sustentáveis nos restaurantes de sushi, principalmente nas questões relacionadas à pesca.

Apesar da narrativa dramática, as imagens compensam. O vídeo foi todo produzido com miniaturas 100% artesanais. Devido a riqueza dos detalhes, o projeto levou cerca de sete meses para ser produzido. Confira:

O Tofu, mais conhecido como queijo de soja no Brasil, tem origem chinesa, mas é muito utilizado nos pratos japoneses. Além de super leve, o ingrediente traz inúmeras vantagens para a saúde e bom funcionamento do organismo. Isso acontece, pois mesmo tendo um processo de fabricação muito parecido com o queijo comum, a fermentação neste caso ocorre a partir do leite de soja, deixando o alimento livre da gordura saturada.

“A gordura não saturada, presente no Tofu, não tem colesterol e ajuda no bom funcionamento do nosso corpo, servindo como veículo para o transporte de vitaminas”, explica Rosana Batestusso, diretora do Instituto Brasileiro de Naturologia.

O Tofu também é ótima fonte de proteínas, perfeito para vegetarianos que precisam suprir esse nutriente normalmente presente nas carnes. Vitaminas do complexo B e ferro são outros nutrientes presentes no Tofu.

O queijo de soja tem ainda uma quantidade de coloria baixíssima, ótimo para quem está de dieta. Além disso, o Tofu tem pouco teor de sódio e é digerido facilmente pelo sistema digestivo, sendo assim, uma alternativa para as refeições a noite.

Para a naturologista, o Tofu é um grande aliado da alimentação saudável e deve ser incluído com mais frequência nos pratos dos brasileiros. “O Tofu é um grande aliado da vida saudável, espera-se que os brasileiros descubram e usufruam da experiência milenar dos orientais sobre os benefícios e os prazeres do consumo de soja à saúde humana”, conclui Rosana.

(Fonte: Treino Total)

Nuvem de Tags